domingo, 11 de janeiro de 2009

camuflagem


Hoje tem festa na prisão
Um samba rasgado
Pra Preto Velho dançar
A roda se faz de escuro
Pés nus grudados na lama
Ritmo, graça e cor.
Um samba preto pra meu amor
Raízes com bases
Mistura de sons e imagens
Magia nas pernas
Unicamente solta a mente
E a noite se encerra
A nega ginga
O nego dança
O quadril swinga
A mão balança
Acaba a canção
Antes de chegar o patrão.


"HTML"

Nenhum comentário: