segunda-feira, 18 de maio de 2009

Fragmento I

Mariana veio do mar
Com a brisa leve dos ventos
Causando arrepios a quem passar
Cada grão de areia se levanta com o seu caminhar
Vestida por si só
Não age com as forças efêmeras
Exibe um coração feito mandarim
Cheia de poses, gestos e contrastes.

Com frases repletas de verdade
E uma porta meio aberta à frente de mim
Faz-se pudor com o seu andar
Faz-se poder no seu olhar
Vertigem em mãos pequenas
Entrelaçando cada miragem vinda
Estagnada aos seus pés
Sem vinda nem ida.


"HTML"

Um comentário:

Vanessa Camila disse...

AAhhhhh!!! esse eu conheçooo, semprei achei lindooo de morrer!!
Amoo tu xuxu!!

besitoos!