quinta-feira, 28 de maio de 2009

Fragmento IV

Priscila brilho eterno de luz
Sempre se fez encanto
Milagres d'alma livre
Íntima de um ser brando
Fazendo reluzir luz e calor
Onde passa ou anda
Rainha és tu
Não do deserto
Mas do ser esperto

Te quero sempre à frente
De tudo que for alegre
Sem desperdiçar cada dia
vivendo em harmonia
Trazendo ufanismo
Liberdade é teu nome
Grandeza teu prefixo
Longe do infinito


"HTML"

Nenhum comentário: