domingo, 14 de junho de 2009

Desencanto

Da matéria bruta feita de calcário
Na excepcional migração de corpos despidos
Com pés na areia fina e macia
Sentindo o vento da brisa
Entrando nos poros à dentro
Fantasmas de pele crua, invoca!
O prazer remoto do desejo
Tocados os órgãos da vida
Pura de mágoas vividas
Vulcão em erupção
Penetração de vulcão
Vulva doce e quente
Púbis selvagem e cavernoso
Um ser noutro
Um ser neutro
Alojamento de sobrevida.


"HTML"

Nenhum comentário: