segunda-feira, 6 de julho de 2009

Cem poetas sem livros




A impressão é um incentivo da CCS Gráfica e Editora, sensibilizada com a natureza do projeto. Tem o apoio cultural da Fundaj (Diretoria de Cultura) e co-patrocínio do Instituto Maximiano Campos (IMC).



''Pela primeira vez na literatura de Pernambuco se reúnem, em livro, 100 poetas e poetisas que produzem há poucos anos ou há várias décadas, mas que nunca editaram um livro sequer. Ou porque não sabiam como, ou porque, ao saber, não tinham como produzir e custear as despesas gráficas e de lançamento. O Movimento Litera PE acredita no estímulo à escrita com repercussões na promoção à leitura. Por isso um livro-retrato do que se escreve atualmente, em termos de poesias, no nosso Estado. Algo de excelente qualidade que pode ser trabalhado na rede de ensino, em tom de contemporaneidade e interação entre autores, alunos e professores, além da comunidade extra-escolar.

“É muito rico. Se brincar, vamos fazer o volume dois, com cem outros inéditos, além de outra centena de publicados, entre independentes e consagrados. A matéria-prima é vasta em nosso estado. Só faltam alguns ajustes e uns bons empurrões para a frente”, brinca Cristiano Jerônimo.''

Nenhum comentário: